APRESENTAÇÃO DA TESE

     6

 

Atenção especial deve ser dada à apresentação de todas as partes da tese, incluindo a sua redação. Todas elas devem ser desenvolvidas de acordo com as recomendações e padrões estabelecidos. Há que se ter sempre em mente que a estrutura de uma tese, seja ela de pesquisa ou de atualização/revisão, deve ser desenvolvida num encadeamento lógico de idéias e de acordo com o tipo de abordagem de cada uma de suas partes. Desde junho de 2008, a Faculdade de Saúde Pública permite a apresentação da tese no formato de artigo. Para isso, é fundamental a anuência do orientador. Consulte as diretrizes aprovadas na 9a. Sessão da CPG de 05/06/2008.

 

6.1 REDAÇÃO DA TESE
Topo

Como em todo trabalho acadêmico-científico, sendo a tese um deles, é necessário que a redação seja objetiva e clara.

Deve-se cuidar também de sua apresentação física (formato, digitação, encadernação etc.) de acordo com a padronização estabelecida na instituição. Esses cuidados facilitam o manuseio e leitura da tese e sua preservação como memória bibliográfica.

A literatura sobre redação de trabalhos científicos é rica em exemplos e recomendações na construção de textos e alertas de ordem ortográfica, gramatical e estilo, entre outros. Alguns livros citados na Bibliografia Consultada trazem informações úteis que podem auxiliar o aluno nesta fase da tese.

Recomenda-se submeter o rascunho da tese a um revisor ou a um colega experiente, para correção de eventuais erros que certamente passarão despercebidos pelo aluno.

A seguir são destacados alguns pontos básicos apenas para servir de alerta e despertar o interesse do autor da tese, no momento em que inicia sua redação. São eles:

Idioma

A resolução Resolução nº 6542, de 18 de abril de 2013, Art. 89, permite a redação das dissertações e teses nos idiomas português, inglês ou outro, conforme estabelecido nas normas do Programa.

Estilo

O texto deve ser objetivo, evitando-se frases introdutórias inúteis, prolixidade, repetições, descrições supérfluas etc.

Linguagem e Terminologia

A linguagem deve ser correta, precisa e coerente quanto ao tempo de verbo adotado. Evitar a criação de termos, ou expressões, e o uso de estrangeirismos, neologismos e jargões. Usar a nomenclatura científica padronizada. Recomenda-se a consulta freqüente aos dicionários, inclusive aos especializados em termos técnicos.

Abreviaturas e Siglas

Evitar uso abusivo. As abreviaturas e siglas devem, obrigatoriamente, ser identificadas quando citadas pela primeira vez. Indicar a forma completa do nome seguido imediatamente pela sigla, colocada entre parênteses. Quando necessário, deve-se fornecer uma explicação clara das mesmas.

Exemplo:

A Comissão para Democratização da Informática (CDI), organização não governamental que colabora na promoção da inclusão social de portadores de necessidades especiais, minorias étnicas e comunidades carentes, utilizando a tecnologia da informação... (FERREIRA, 2003)

Quando as abreviaturas e siglas forem numerosas recomenda-se reuni-las em uma listagem.

 

6.2 ORGANIZAÇÃO DA TESE
Topo

Além da redação é necessário que o trabalho final seja bem apresentado em todos os seus aspectos.

A organização do texto pode ser sistematizada segundo as normas de numeração progressiva das seções de um documento, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT-NBR 6024). Por esta norma o texto é dividido em capítulos ou seções e subseções, numerados seqüencialmente. Recomenda-se evitar a subdivisão excessiva das seções. Os capítulos ou seções podem se iniciar em nova folha.

Além disso, deve-se cuidar para que as páginas que antecedem o texto (pré-textuais) e as que se seguem ao texto (pós-textuais) estejam completas e de acordo com as orientações dadas neste capítulo.

  6.2.1 Elementos Pré-textuais

Os elementos que antecedem ao texto são identificados por: capa, folha de rosto, dedicatória, agradecimentos, epígrafes, resumos, índices (de conteúdo, figuras, tabelas etc.) conforme explicitado a seguir:

a) Capa

A capa é um elemento obrigatório, contendo informações indispensáveis à identificação da tese, apresentadas segundo as normas vigentes da Comissão de Pós-Graduação da FSP para digitação e encadernação.

A capa deve apresentar as seguintes especificações: nome completo da instituição, título da tese, autor, grau da tese, área de concentração, orientador, local e ano.

O texto da capa deve ser em fonte Times New Roman ou similar, em negrito. Para a cor das letras (dourado, prateado ou preta) consultar as normas de cada Programa no site da Faculdade de Saúde Pública http://www.fsp.usp.br/pos/.

Nome da instituição: centralizado, com letras iniciais maiúsculas, tamanho 18.

Título do trabalho: centralizado, com a inicial da primeira palavra maiúscula e demais minúsculas (seguir orientação gramatical), tamanho 18.

Nome completo do autor: centralizado, com as iniciais maiúsculas, eqüidistante do título e texto explicativo da natureza do trabalho, tamanho 14.

Texto de identificação do documento: alinhamento à esquerda, posicionado à direita, letras maiúsculas e minúsculas, tamanho 12. Quanto aos dizeres, consultar as normas de cada Programa no site da Faculdade de Saúde Pública http://www.fsp.usp.br/pos/.

Área de concentração: nome da Área de Concentração, em nova linha, alinhado ao texto de identificação, tamanho 12.

Orientador: nome completo do orientador, acompanhado sempre da titulação Prof. Dr. alinhado ao texto de identificação, tamanho 12.

Coorientador: caso exista, indicar o nome completo, acompanhado sempre da titulação Prof. Dr. alinhado ao texto de identificação, tamanho 12, logo abaixo do nome do orientador.

Local (cidade) e data (ano): na parte inferior da capa, em duas linhas distintas, centralizadas, tamanho 14.

A lombada da capa deve conter os seguintes dados de identificação da tese: nome de autor, título, grau e ano de defesa, dispostos conforme modelo.

A lombada deve conter na parte superior o sobrenome do aluno e iniciais sem ponto de abreviação (ex. Silva AJ). Colocar uma linha horizontal abaixo do nome.

Abaixo dessa linha, orientado verticalmente de cima para baixo, o título da tese ou dissertação em quantas linhas forem necessárias (Times, tamanho 14 ou a critério, dependendo da extensão do título e da espessura da tese ou dissertação), com a primeira letra maiúscula e demais minúsculas. Colocar uma linha horizontal abaixo do título, deixando 4 centímetros entre o final do título e a linha, para uso da Biblioteca.

Na parte inferior, em três linhas (Times, tamanho 12 ou 14, dependendo da espessura da tese, orientadas horizontalmente: Doutorado (ou Mestrado); FSP-USP; ano.

Modelo

Modelos

b) Folha de rosto

A folha de rosto deve conter os elementos essenciais para a identificação da tese, grafados em negrito, na seguinte ordem:

Título: deve ser conciso e completo, evitando palavras supérfluas. É a última etapa da redação da tese. Recomenda-se começar pela palavra ou termo que represente o aspecto mais importante da tese, com os termos seguintes colocados em ordem decrescente de importância, se possível. Ao título da tese pode ser acrescido o subtítulo.

Nome do autor: nome completo do autor em ordem direta.

Identificação da natureza acadêmica do documento, constituída por: nome do Programa de Pós-Graduação, Unidade de ensino e Grau a ser obtido.

Nome da área de concentração: cada Programa de Pós-Graduação tem suas áreas temáticas, identificadas como "Área de Concentração".  Esta deve aparecer na página de rosto, logo após o nome do Programa. Verifique no Programa ao qual está vinculado, a respectiva Área de Concentração. Case tenha dúvida, consulte a sua "ficha do aluno" no Sistema Janus.

Nome do orientador

Versão original ou corrigida: por determinação da Resolução CoPGr nº 6018, de 13 de outubro de 2011, Artigo 5º, o exemplar da defesa deve ser diferenciado daquele corrigido pós-defesa.

Local (cidade)

Ano  

A folha de rosto não deve ser encabeçada com a indicação da instituição, como ocorre na capa, para não caracterizar responsabilidade da instituição na autoria da tese/dissertação. O nome da instituição deve figurar com os elementos de identificação acadêmica do documento. (Cf. modelos)

Verso da folha de rosto

Deve conter informações sobre a permissão de reprodução impressa ou eletrônica da tese, em parte ou na totalidade e, opcionalmente, a ficha catalográfica da tese. Para a elaboração automática da ficha catalográfica acesse http://www.biblioteca.fsp.usp.br/ficha/ficha.php. A página gerada conterá os termos de autorização para reprodução e divulgação do trabalho e a ficha catalográfica.

Dizeres do verso da folha de rosto:

Autorizo a reprodução e divulgação total ou parcial deste trabalho, por qualquer meio convencional ou eletrônico, para fins de estudo e pesquisa, desde que citada a fonte.

Modelo

Modelos

c) Dedicatória

Página opcional onde o autor presta homenagem a alguém.

d) Agradecimentos

É o registro dos agradecimentos a pessoas e/ou instituições que contribuíram de maneira relevante à elaboração do trabalho (elemento opcional). Quando houver apoio financeiro à pesquisa, deve constar obrigatoriamente agradecimento à agência financiadora.

e) Epígrafe

Elemento opcional no qual o autor da tese apresenta uma citação relacionada ao assunto estudado. As epígrafes também podem aparecer nas aberturas das seções ou capítulos. A autoria da epígrafe, quando conhecida, deve ser indicada.

f) Resumo/Abstract

O resumo é o elo entre o leitor e a obra original. Permite ao leitor conhecer o conteúdo do documento sem precisar recorrer ao texto. É o instrumento para recuperação e divulgação do trabalho em bases de dados nacionais e internacionais. Deve ser precedido da referência bibliográfica da tese e seguido dos respectivos descritores que melhor representem sua temática.

O Abstract é a versão em inglês do resumo em português, visando sua divulgação no meio internacional. Assim como a versão em português, o Abstract deve ter no máximo 500 palavras e ser escrito em parágrafo único. A referência bibliográfica e os descritores também devem ser vertidos para esse idioma.

As normas para elaboração dos resumos encontram-se no capítulo 5 deste Guia.

g) Sumário

Relação dos capítulos, seções ou partes da tese na ordem em que se sucedem no texto, com a indicação da primeira página de cada item. Recomenda-se indicar até a terceira hierarquia de numeração progressiva das seções de um documento.

Todos os elementos pré-textuais que antecedem o sumário não devem nele figurar.

Modelo de sumário

Modelo de índice

h) Listas de tabelas, figuras, abreviaturas, siglas, símbolos

Quando o número de tabelas, quadros e figuras (lâminas, gráficos, mapas e outros) for excessivo, deve ser elaborada uma relação à parte, para facilitar sua identificação. Estas listas obedecem à ordem em que aparecem no texto, contendo o número, o título e a página.

A relação das abreviaturas, siglas e símbolos que são elementos opcionais, deve ser apresentada em ordem alfabética seguida do significado correspondente.

Modelos

Modelos

  6.2.2 Elementos Pós-textuais

Os elementos que se seguem ao texto são: referências, apêndices, anexos e glossários. A paginação do pós-texto é contínua à do texto.

Referências

As normas para elaboração das referências dos diferentes tipos de documentos encontram-se no capítulo 5 deste Guia.

Anexos/Apêndices

Sempre que necessário à elucidação do texto, documentos, figuras, questionários utilizados devem ser reunidos no final da tese, denominados de Anexos.

A ABNT diferencia Anexo e Apêndice. Denomina de Apêndice o material elaborado pelo autor (questionários, relatórios de entrevistas, entre outros) e de Anexo aquele não elaborado pelo autor (legislação, textos etc.). Ambos servem como complemento à fundamentação do texto.

O autor da tese pode optar entre indicar este material somente como Anexos, ou separá-los em Apêndices e Anexos, de acordo com a orientação recebida.

Os anexos/apêndices devem ser identificados com os respectivos títulos e com numeração, sequencial.

Glossário

Para complementar informações e conceitos do texto, pode ser elaborado um glossário constituído de termos e expressões acompanhados dos respectivos significados. No caso de transcrição deve ser indicada a fonte. Os termos devem ser apresentados alfabeticamente. Elemento opcional.

Currículo Lattes

De acordo com a Portaria CPG/03/08 de 05/06/08, somente a primeira página do Currículo Lattes - do autor e do orientador - deverá ser apresentada no final da tese e indicada no sumário.

A estrutura completa da tese no formato tradicional pode ser visualizada no quadro a seguir:

Estrutura completa da tese no formato tradicional

Estrutura completa da tese

Estrutura alternativa com artigos

As dissertações e teses poderão ser apresentadas também na forma alternativa como artigos e devem incluir obrigatoriamente:

I. Apresentação: descrição da estrutura do trabalho.

II. Introdução: texto que sistematize o conhecimento existente e justifique o trabalho realizado.

III. Objetivos

IV. Métodos: descrição das definições, procedimentos e técnicas adotados para a realização da pesquisa.

V. Resultados e discussão: onde serão inseridos os artigos que apresentam os resultados e discussão correspondente à pesquisa realizada.

VI. Conclusões ou considerações finais: em que as contribuições sejam sintetizadas.

VII. Referências

VIII. Anexos

As referências bibliográficas, quando não se referirem aos artigos apresentados, devem seguir as normas gerais deste Guia.

Consulte as normas para apresentação das teses e dissertações dos Programas de Pós-Graduação da FSP.

 

6.3 DIGITAÇÃO E ENCADERNAÇÃO DA TESE
Topo

Com o uso dos computadores, a digitação de uma tese está muito facilitada pelos programas de edição de textos. Esses programas possibilitam o uso de diferentes formatos, tamanhos de letras e caracteres que permitem uma apresentação de alta qualidade. Portanto, o autor da tese deve seguir os padrões adotados para a sua apresentação.

Formato

A tese deve ser apresentada no formato A4 - 210 X 297 mm, em papel branco, digitado em preto (salvo ilustrações), com espacejamento e margens padronizados.

Margem superior e esquerda: 3 cm.

Margem inferior e direita: 2 cm.

Entre as linhas do texto: espaço duplo ou 1,5.

Citações diretas com mais de 3 linhas: espaço simples.

Notas, referências, legendas: espaço simples.

Títulos de seções e subseções, separados do texto: 2 espaços duplos.

Impressão

Os exemplares a serem encaminhados para pré-banca devem ter o texto impresso em um só lado da folha, para facilitar as anotações dos avaliadores. Os exemplares definitivos para a defesa podem ser impressos na frente e no verso da folha. O uso de papel reciclado é facultativo, desde que permita boa visualização do texto.

Fonte de letra

Usar tipos legíveis, sem rebuscamentos, que facilitam a leitura do texto. Recomenda-se o uso do Times New Roman, Arial ou Courier.

Tamanho de letra

• corpo 12 para o texto;

• corpo 14 para os títulos das seções ou capítulos, grafados em negrito e letras maiúsculas;

Exemplo:

1 INTRODUÇÃO

• corpo 13 para os subtítulos das seções (secundárias), com letras maiúsculas sem negrito. A partir das seções terciárias, com as letras iniciais maiúsculas de cada palavra (com exceção de artigos, preposições etc.);

Exemplo:

1.2 COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA

1.2.1 A Busca do Documento

1.2.2 Produção Científica

• corpo 10 para as notas de rodapé.

Paginação

Todas as páginas da tese devem ser contadas seqüencialmente a partir da folha de rosto. No entanto, a indicação do número somente deve figurar a partir da primeira folha do texto (Introdução). Da mesma forma, a seqüência numérica das páginas inclui referências, anexos e glossários.

O trabalho em mais de um volume deve manter uma só seqüência de paginação, do primeiro ao último volume.

O número das páginas deve ser grafado em algarismos arábicos e exibido no canto superior direito. No caso de frente e verso, todas as páginas com numeração "ímpar" serão impressas como "frente" e todas as páginas com numeração "par" serão impressas como "verso".

Encadernação

A tese deve ser encadernada de acordo com as orientações de cada Programa de Pós-Graduação da FSP.

Pré-Banca - na avaliação pela pré-banca, o uso de espirais é recomendado, para facilitar o manuseio da tese pela banca examinadora.

Defesa - dentre as cópias da tese ou dissertação, uma delas deve estar encadernada em capa dura para ser inserida no acervo da memória bibliográfica da FSP. Consulte as normas para apresentação das teses e dissertações dos Programas de Pós-Graduação da FSP.

Cor da capa - para o Programa de Saúde Pública utilizar capa dura em percalux azul claro para dissertação de mestrado e azul royal para tese de doutorado. Para o Programa de Nutrição em Saúde Pública - capa dura em papel Marrakech, cor baunilha para dissertação de mestrado e cor avelã para tese de doutorado. Para estes e demais Programas consulte as normas para apresentação das teses e dissertações dos Programas de Pós-Graduação da FSP.

Número de Exemplares
O aluno deverá depositar na Seção de Protocolo da FSP, com ofício de encaminhamento devidamente aprovado pelo orientador os seguintes números de exemplares, de acordo com as exigências da CPG.

Dissertação de Mestrado:
Pré-banca - 5 cópias impressas
Defesa - 6 cópias impressas
1 cópia em PDF, em um único arquivo

Tese de Doutorado:
Pré-banca - 7 cópias impressas
Defesa - 8 cópias impressas
1 cópia em PDF, em um único arquivo

A cópia em PDF é exclusivamente para a indexação da tese no Portal USP e nas bases de dados.

Observar sempre as normas da comissão de Pós-Graduação no site da Faculdade, uma vez que podem ser alteradas independentemente desta publicação.

 

6.4 A TESE NO FORMATO ELETRÔNICO
Topo

Em junho de 2001, a Universidade de São Paulo, acompanhando os modernos recursos computacionais e de comunicação, implantou a "Biblioteca Digital de Teses e Dissertações", com o objetivo de facilitar o acesso remoto a esse tipo de produção intelectual.

Com isso, além do exemplar impresso, o aluno poderá ter sua tese editada eletronicamente, com o texto completo disponível em rede. Este sistema permite acesso pelo nome do autor, palavras do título, unidade, área de concentração e programa de pós-graduação, entre outros.

O registro no Portal USP é obrigatório (Resolução CoPGr 5401 de 17 de abril de 2007), podendo o aluno optar por disponibilizar partes da tese ou o seu conteúdo completo.

Montagem do Original

Seguir as mesmas orientações recomendadas para a montagem do documento no formato impresso. Para edição do texto recomenda-se que os capítulos do trabalho sejam editados em arquivos distintos.

Recomendam-se os seguintes formatos:

• Texto = PDF (.pdf) – Poderá ser utilizado qualquer processador de texto que possibilite a conversão para o formato PDF, como por exemplo: MSWord; MacWord; WordPerfect; Látex.

• Imagens = GIF (.gif); JPG (.jpg ou .jpeg); TIFF (.tiff); BMP (.bmp); PNG (.png); CGM (.cgm) ou similar.

• Vídeo = MPEG (.mpg ou .mpeg); Quicktime (.mov); AVI (.avi) ou similar.

• Áudio = MPEG-3 (.mp3); AIFF (.aif); SND (.snd); MIDI (.mid ou .midi) ou similar.

• Especiais = Excel (.xls); AutoCAD (.dxf) ou similar.

Procedimento de Inserção no Portal USP

O processo de disponibilização das teses na Biblioteca Digital inicia-se depois de sua defesa. Para tanto, seguir os procedimentos disponíveis em http://www.teses.usp.br, item Seu trabalho > Publicação

Caso a dissertação ou tese tenha sido alterada após a defesa (Resolução CoPGr 6018), a versão corrigida deverá ser encaminhada, com o aval do orientador, ao Serviço de Pós-Graduação da Unidade e desse, à Biblioteca da Unidade e à Biblioteca Digital. Se a versão corrigida não for encaminhada ao Serviço de Pós-Graduação, o documento originalmente depositado será enviado à Biblioteca da Unidade e disponibilizado na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP e cadastrado no Banco Dedalus pela Biblioteca da Unidade.

 

 

 

Capítulo anteriorTopoPróximo capítulo

© Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo