Comunidade acadêmica tem novas opções para estudos e pesquisas remotas

Com o agravamento da pandemia de covid-19, que já afeta mais de 3,5 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo contagem em tempo real da Universidade Johns Hopkins (https://coronavirus.jhu.edu/map.html), crescem as iniciativas de acesso aberto à informação baseada em evidências sobre o novo coronavírus.

Plataforma de informações científicas da American Chemical Society, a CAS organizou e está disponibilizando informações sobre o atual estado da arte das pesquisas sobre vacinas e medicamentos contra o Sars-Cov-2 no mundo. Entre os recursos, destaque para a disponibilização gratuita e integral da edição especial do periódico ACS – Central Science, que traz uma visão abrangente das atuais estratégias antivirais, com ênfase nas interações moleculares complexas envolvidas na infecção e na replicação do vírus pandêmico. A edição também destaca o esforço de reaproveitamento de medicamentos já conhecidos por sua eficácia contra outros coronavírus, como Sars-CoV e Mers-CoV. Entre os recursos disponibilizados, destaque para o tesauro de proteínas-alvo covid-19, uma coleção de alvos proteicos de alto nível vinculados ao Sars-CoV-2. Com curadoria de sua equipe de cientistas, o tesauro inclui os números de registro CAS relacionados e sinônimos pelos quais esses alvos podem ser comumente referidos na literatura científica, informação valiosa para cientistas e profissionais que buscam dados abrangentes sobre os alvos da covid-19.

Já a Cambridge University Press abriu todos os seus conteúdos relativos à covid-19, oferecendo acesso institucional gratuito à sua coleção de referência (Cambridge Histories, Cambridge Companions e Cambridge Elements) e a todos os seus livros didáticos em HTML na Cambridge Core (mais de 1,7 mil títulos). A iniciativa, voltada para bibliotecas universitárias, foi criada para apoiar professores e alunos que estudam em instituições de ensino superior associadas que sofreram, neste momento, interdições físicas devido à covid-19. A editora também está buscando ideias e experiências de profissionais da informação em relação às melhores maneiras de lidar com a crise provocada pela pandemia. No Brasil, interessados podem compartilhar suas experiências ou solicitar acesso ao Cambridge Core HTML Textbooks e outros conteúdos gratuitos pelo e-mail vmedeiros@cambridge.org.

Por sua vez, a Emerald América Latina & Caribe desenvolveu uma série de recursos remotos para que as bibliotecas da região possam continuar trabalhando virtualmente durante o período de distanciamento social provocado pela pandemia. A plataforma Emerald Insight eliminou os limites de usuários simultâneos, mantendo a compatibilidade com as diferentes formas de autenticação de acesso remoto disponíveis no mercado. Entre os recursos de pesquisa, uma página especial reúne as investigações e estudos da Emerald sobre a covid-19, disponibilizadas gratuitamente.

Para acompanhar e apoiar as bibliotecas durante a pandemia de covid-19, a EBSCO disponibiliza inúmeros recursos no site. Em articulação com seus parceiros editoriais, a plataforma está disponibilizando gratuitamente o acesso a centenas de e-books e periódicos, além de informações clínicas sobre covid-19, entre outros recursos.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/05/06/comunidade-academica-tem-novas-opcoes-para-estudos-e-pesquisas-remotas/