nov 06 2017

Novidades no acervo da Biblioteca – n. 07/2017

Biblioteca recebe 55 livros da área de ciências sociais

A partir deste mês, 55 livros do campo das ciências sociais passam a integrar o acervo da biblioteca. Doadas pelo projeto de pesquisa “Reflexões sobre o pensamento social em saúde – um estudo teórico acerca da produção da saúde coletiva”, coordenado pela professora Aurea Maria Zöllner Ianni, do Departamento de Política, Gestão e Saúde da Faculdade de Saúde Pública, as obras reúnem os principais pensadores do campo, que deram lastro teórico e metodológico à área da saúde coletiva brasileira.

Os livros, muitos em edições recentes, são clássicos nacionais e internacionais da filosofia, sociologia, antropologia, ciência política e jurídica e ciências da vida. Entre os títulos estrangeiros, destacam-se: O futuro da democracia: uma defesa das regras do jogo, de Norberto Bobbio; Microfísica do poder, O nascimento da clínica, A arqueologia do saber, Vigiar e punir: nascimento da prisão e História da loucura na Idade Clássica, de Michel Foucault; Era dos extremos: o breve século XX, 1914-1991, de Eric John Hobsbawm; Sobre a revolução, de Hannah Arendt; A formação do espírito científico: contribuição para uma psicanálise do conhecimento, de Gaston Bachelard; A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino, de Pierre Bourdieu; e O normal e o patológico, de Georges Canguilhem.

Entre as obras brasileiras, as emblemáticas Raízes do Brasil, de Sérgio Buarque de Holanda; Formação econômica do Brasil e Raízes do subdesenvolvimento, de Celso Furtado; Sociedade de classes e subdesenvolvimento e Mudanças sociais no Brasil: aspectos do desenvolvimento da sociedade brasileira, de Florestan Fernandes, e História econômica do Brasil, de Caio Prado Júnior. E, no campo da saúde coletiva, os essenciais Reforma sanitária brasileira: contribuição para a compreensão e crítica, de Jairnilson Silva Paim, e Reforma sanitária: em busca de uma teoria, de Sônia M. Fleury Teixeira.

Com duração de 36 meses, o projeto promoveu uma profunda reflexão acerca dos atuais desafios do Sistema Único de Saúde no Brasil, tanto na dimensão técnico-política (gestão, consolidação das políticas públicas e sociais, pactos governativos, financiamento, a anuência ou resistência ao capital privado) quanto na de produção científica e de conhecimento. Segundo a professora Ianni, diante das complexidades do mundo contemporâneo (marcado pela crise do modelo de desenvolvimento capitalista, nova etapa na dinâmica do capital, desmantelamento do Estado de bem-estar social, transformações no mundo do trabalho e introdução de inovações tecnológicas que desencadeiam crise cultural), da transição epidemiológica expressa no envelhecimento da população e da emergência das questões de gênero, ambientais, étnicas etc., revisitar os pensadores fundamentais do campo da saúde coletiva visou contribuir para um reposicionamento teórico que auxilie na intelecção/solução das transformações em curso.

O projeto gerou um mestrado, cinco iniciações científicas e dois pós-doutorados concluídos (um sobre o pensamento social em saúde na América Latina e outro sobre o pensamento social em saúde e história social). Apresentação de trabalhos em congressos e distinção do trabalhoDemocracia radical no Brasil: pensamento crítico em saúde coletiva (1970-1980)” no XIV Congresso Latinoamericano de Medicina Social y Salud Colectiva, Asociación Latinoamericana de Medicina Social (ALAMES), em 2016.

novidades02

Se preferir, veja os novos livros incorporados ao acervo em exposição no térreo da Biblioteca, de 01/11 a 22/12/17.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2017/11/06/novidades-no-acervo-da-biblioteca-n-072017/

out 02 2017

Mudanças alimentares e educação alimentar e nutricional

destaque06b

Ver sumário

Dar visibilidade aos diversos aspectos da nutrição relacionados com o processo educativo, com vistas à promoção de mudanças alimentares. Esse é o objetivo do livro Mudanças Alimentares e educação alimentar e nutricional, organizado pelas professoras Rosa Wanda Diez-Garcia, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, e Ana Maria Cervato-Mancuso, da Faculdade de Saúde Pública. A obra, em segunda edição, revisada e ampliada, apresenta os novos horizontes da educação alimentar e nutricional no âmbito das políticas públicas, de pesquisa e ensino e da atuação profissional.

O livro traz 32 capítulos, distribuídos em seis eixos temáticos: 1) as contribuições teóricas das ciências humanas para a compreensão do fenômeno alimentar e das políticas que embasam as ações de educação alimentar e nutricional; 2) as diretrizes vigentes nas políticas e programas públicos; 3) contexto das práticas alimentares na contemporaneidade; 4) aspectos teórico-práticos da intervenção para a execução de programas e aconselhamento nutricional; 5) relatos de experiências; e 6) técnicas, estratégias e tecnologias para acompanhar, desenvolver e avaliar programas.

Em comparação com a primeira edição, nesta destaca-se a inclusão de diversos temas, como o uso das redes sociais para a troca de experiências e práticas educativas em grupo. O livro também inova na apresentação dos capítulos, destacando já na introdução os objetivos e a síntese do conteúdo abordado, finalizando com uma atividade prática que pode ser usada em sala de aula como atividade complementar ou obrigatória das disciplinas que trabalham os aspectos teóricos e práticos da educação alimentar e nutricional.

Este é um dos títulos das Novidades no acervo da Biblioteca n. 06/17.

novidades02

Se preferir, veja os novos livros incorporados ao acervo em exposição no térreo da Biblioteca, de 01/09 a 31/10/2017.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2017/10/02/mudancas-alimentares-e-educacao-alimentar-e-nutricional/

set 04 2017

Novidades no acervo da Biblioteca – n. 06/2017

Medicina e contextos de exceção: histórias, tensões e continuidades

destaque06

Ver texto completo

Nono volume da coleção Medicina, saúde e história, o livro reúne reflexões acerca da produção de conhecimento e institucionalidades no campo médico e da saúde pública em contextos brasileiros de exceção política, particularmente no período da ditadura militar, vigente entre 1964 e 1980. O recorte debate dilemas e desafios de indivíduos e grupos que viveram sob as tensões do Estado de exceção, indicando estratégias, recuos e avanços no enfrentamento ao regime ditatorial e ao seu aparato repressivo, frequentemente violento com opositores.

Organizada por André Mota, Maria Gabriela S. M. C. Marinho e Ana Nemi, a obra está distribuída em nove capítulos, que representam um testemunho de uma época e, ao mesmo tempo, fornecem uma visão ampla da medicina e da saúde pública em sua complexidade tecnológica, política e institucional. Inventariando o período, o livro revela ainda como parte das instituições médicas (hospitais, universidades e Institutos Médicos Legais) ofereceu suporte às ações de agentes do Estado na repressão aos opositores, que incluíam tortura e desaparecimento de presos políticos contrários ao regime.

Entre os artigos de Medicinas e contextos de exceção, dois são assinados por docentes da Faculdade de Saúde Pública, Carlos Botazzo e Maria do Rosário Dias de Oliveira Latorre.

novidades02

Se preferir, veja os novos livros incorporados ao acervo em exposição no térreo da Biblioteca, de 01 a 30/09/2017.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2017/09/04/novidades-no-acervo-da-biblioteca-n-062017/

set 01 2017

USP e as Profissões 2017

A Faculdade de Saúde Pública recebeu no dia 30 de agosto a visita de alunos de ensino médio e pré-vestibulandos interessados nos cursos de Graduação em Saúde Pública e Graduação em Nutrição.

Os alunos conheceram o espaço físico, equipamentos, acervos e serviços da Biblioteca e sua importância para o ensino, a pesquisa e a extensão relacionados às atividades da Faculdade de Saúde Pública da USP.

A visita é parte do programa “USP e as Profissões” da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária que oferece aos estudantes a oportunidade de conhecer as carreiras e os cursos da Universidade, por meio de palestras e visitas monitoradas nas unidades da USP.

Participaram da visita 88 interessados no Curso de Saúde Pública e 32 interessados no Curso de Nutrição e foram recepcionados por Carminha, Reginaldo, Sérgio e Vera, da equipe da Biblioteca.

grupo06grupo05

grupo04

grupo03 grupo01

grupo02

equipe

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2017/09/01/usp-e-as-profissoes-2017/

ago 21 2017

Série Relatórios Técnicos da OMS chega à milésima edição

who1000Ver texto completo

 

Organizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em parceria com a Organização das Nações Unidas para e Agricultura e Alimentação (FAO), o número 1000 do WHO Technical Report Series resume o debate acerca da segurança, especificações de identidade e pureza de vários aditivos alimentares, incluindo aromatizantes, realizados durante a 48ª Sessão do Codex Committee on Food Additives.

Já disponível no acervo da Biblioteca, o relatório é dividido em partes, distribuídas em cinco capítulos. Na primeira, são apresentadas as considerações gerais do relatório, em que se destaca a discussão sobre os princípios que regem a avaliação toxicológica e da exposição dietética a aditivos alimentares, incluindo agentes aromatizantes. Entre os temas debatidos, estão as novas especificações de aditivos alimentares e métodos analíticos, a indicação dos limites do uso de aditivos alimentares em fórmulas para lactentes, o uso de clorofórmio como solvente nos métodos de teste para cores sintéticas e especificações de sabores

A publicação também traz um resumo das avaliações do Comitê sobre dados técnicos, toxicológicos e de exposição dietética de 10 aditivos alimentares e 5 grupos de agentes aromatizantes. As especificações para os seguintes aditivos alimentares foram revisadas: apspartame, goma de cassia, ésteres cítricos e de ácidos graxos de glicerol (CITREM); amidos modificados; ácido octanóico; octenilsuccinato de amido sódico (OSA); atéria corante total.
A Série de Relatórios Técnicos da OMS disponibiliza os resultados de vários grupos internacionais de especialistas que fornecem à OMS os principais pareceres científicos e técnicos sobre uma ampla gama de assuntos médicos e de saúde pública.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2017/08/21/serie-relatorios-tecnicos-da-oms-chega-a-milesima-edicao/

ago 08 2017

Novidades no acervo da Biblioteca – n. 05/2017

Cálcio e vitamina D – Fisiologia, nutrição e doenças associadas

destaque05Ver sumário

Voltado para estudantes de graduação e pós-graduação e profissionais de diversas áreas da saúde, o livro foca nas descobertas mais recentes sobre a absorção, deficiência, suplementação e fisiologia do cálcio e da vitamina D no organismo humano. Organizado pelas professoras Ligia A. Martini e Bárbara S. E. Peters, da Faculdade de Saúde Pública, a obra destaca o crescente interesse científico sobre os dois compostos, fundamentais desde a vida uterina e importante auxiliar na prevenção de diversas doenças.

O livro reúne 16 artigos, distribuídos em três partes. Na primeira parte, os autores apresentam os aspectos fisiológicos, metabólicos e genéticos relacionados aos dois compostos. As condições clínicas específicas do cálcio e da vitamina D são debatidos na segunda parte. Na última parte, ingestão e suplementação. A obra apresenta os avanços metodológicos e inovações tecnológicas que permitiram identificar novas funções dos dois compostos, para além da já conhecida formação e manutenção da massa óssea durante a vida.

novidades02

Se preferir, veja os novos livros incorporados ao acervo em exposição no térreo da Biblioteca, de 01 a 31/08/2017.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2017/08/08/novidades-no-acervo-da-biblioteca-n-052017/

Posts mais antigos «