Comunidade acadêmica tem novas opções para estudos e pesquisas remotas

Com o agravamento da pandemia de covid-19, que já afeta mais de 3,5 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo contagem em tempo real da Universidade Johns Hopkins (https://coronavirus.jhu.edu/map.html), crescem as iniciativas de acesso aberto à informação baseada em evidências sobre o novo coronavírus.

Plataforma de informações científicas da American Chemical Society, a CAS organizou e está disponibilizando informações sobre o atual estado da arte das pesquisas sobre vacinas e medicamentos contra o Sars-Cov-2 no mundo. Entre os recursos, destaque para a disponibilização gratuita e integral da edição especial do periódico ACS – Central Science, que traz uma visão abrangente das atuais estratégias antivirais, com ênfase nas interações moleculares complexas envolvidas na infecção e na replicação do vírus pandêmico. A edição também destaca o esforço de reaproveitamento de medicamentos já conhecidos por sua eficácia contra outros coronavírus, como Sars-CoV e Mers-CoV. Entre os recursos disponibilizados, destaque para o tesauro de proteínas-alvo covid-19, uma coleção de alvos proteicos de alto nível vinculados ao Sars-CoV-2. Com curadoria de sua equipe de cientistas, o tesauro inclui os números de registro CAS relacionados e sinônimos pelos quais esses alvos podem ser comumente referidos na literatura científica, informação valiosa para cientistas e profissionais que buscam dados abrangentes sobre os alvos da covid-19.

Já a Cambridge University Press abriu todos os seus conteúdos relativos à covid-19, oferecendo acesso institucional gratuito à sua coleção de referência (Cambridge Histories, Cambridge Companions e Cambridge Elements) e a todos os seus livros didáticos em HTML na Cambridge Core (mais de 1,7 mil títulos). A iniciativa, voltada para bibliotecas universitárias, foi criada para apoiar professores e alunos que estudam em instituições de ensino superior associadas que sofreram, neste momento, interdições físicas devido à covid-19. A editora também está buscando ideias e experiências de profissionais da informação em relação às melhores maneiras de lidar com a crise provocada pela pandemia. No Brasil, interessados podem compartilhar suas experiências ou solicitar acesso ao Cambridge Core HTML Textbooks e outros conteúdos gratuitos pelo e-mail vmedeiros@cambridge.org.

Por sua vez, a Emerald América Latina & Caribe desenvolveu uma série de recursos remotos para que as bibliotecas da região possam continuar trabalhando virtualmente durante o período de distanciamento social provocado pela pandemia. A plataforma Emerald Insight eliminou os limites de usuários simultâneos, mantendo a compatibilidade com as diferentes formas de autenticação de acesso remoto disponíveis no mercado. Entre os recursos de pesquisa, uma página especial reúne as investigações e estudos da Emerald sobre a covid-19, disponibilizadas gratuitamente.

Para acompanhar e apoiar as bibliotecas durante a pandemia de covid-19, a EBSCO disponibiliza inúmeros recursos no site. Em articulação com seus parceiros editoriais, a plataforma está disponibilizando gratuitamente o acesso a centenas de e-books e periódicos, além de informações clínicas sobre covid-19, entre outros recursos.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/05/06/comunidade-academica-tem-novas-opcoes-para-estudos-e-pesquisas-remotas/

Plataforma libera acesso a periódicos em saúde pública

A plataforma acadêmica JSTOR, está disponibilizando gratuitamente acesso a 26 periódicos do campo da saúde pública, lançados recentemente. Essas publicações abrangem as áreas da epidemiologia, política e administração de saúde, saúde ocupacional e ambiental, promoção, equidade e cultura em saúde, envelhecimento e bioética.

Até 30/06/2020, o internauta também pode acessar 6 mil artigos relacionados especificamente à covid-19 (https://about.jstor.org/covid19/free-covid-19-articles/). Distribuído por disciplinas de ciências naturais e sociais, esse acervo cobre um amplo espectro do processo histórico das epidemias, em contextos globais.

Para apoiar pesquisadores independentes que não conseguem acessar as bibliotecas físicas, a JSTOR ampliou seu acesso gratuito de leitura on-line de 6 para 100 artigos por mês (https://support.jstor.org/hc/en-us/articles/360000585347-NEW-MyJSTOR-Read-Online-Free?utm_term=our%20free%20read-online%20access&utm_campaign=eml_j_covid19_newsletter_04_2020&utm_content=email&utm_source=Act-On+Software&utm_medium=email).

Essas iniciativas fazem parte do esforço global de grandes fontes de dados para qualificar a informação técnico-científica baseada em evidências durante a pandemia do novo coronavírus e apoiar o ensino e a aprendizagem durante a interdição físicas das bibliotecas.

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/04/27/plataforma-libera-acesso-a-periodicos-em-saude-publica/

Qinsight – ferramenta de pesquisa biomédica com inteligência artificial

A Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica informa a disponibilidade da ferramenta Qinsight para a comunidade USP e a realização do treinamento online conforme detalhes a seguir:

Qinsight:
Em todos os aspectos das ciências médicas e da vida – incluindo desenvolvimento de medicamentos, neurociência, toxicologia e muito mais – economizando tempo e obtendo informações abrangentes são as chaves para avançar. Desenvolvido por profissionais de ciências da vida para ajudar outras pessoas a encontrar as respostas de que precisam, o Qinsight ™ é muito mais que um mecanismo de pesquisa biomédico – fornece informações sem precedentes, usando inteligência artificial bioespecífica combinada com exploração intuitiva e análise visual preditiva.

Se você estiver trabalhando em um tratamento ou uma vacina contra a SARS-CoV-2 ou apenas estiver interessado em geral, você veio ao lugar certo.

O Qinsight, mantido pela Quertly, usa várias camadas de inteligência artificial para dar suporte a consultas simples em inglês, encontrar documentos relevantes e identificar conceitos na literatura biomédica que se relacionam especificamente à pesquisa de um usuário. Métodos adicionais de Inteligência Artificial (IA) potencializam análises visuais preditivas, com base no significado do documento, que prevêem tendências e encontram conexões ocultas. O objetivo dos muitos métodos de IA é aumentar a inteligência do usuário e levá-lo às informações críticas perdidas pelas ferramentas tradicionais de pesquisa biomédica.

• Acesso registrado ao Qinsight via Universidade de São Paulo (USP): https://www.quetzal-search.info/

• Treinamento: na próxima sexta-feira 24/04/2020, às 12h – sessão de treinamento com um pesquisador da própria Qinsight.
O objetivo é uma conversa com um enfoque técnico-científico de Pesquisador para Pesquisadores, e será mostrado como tirar o melhor proveito da ferramenta. Nesta sessão de treinamento outras instituições também estarão presentes (Unicamp, Unifesp, Hospital Sírio Libanês, por exemplo). Acesso ao Treinamento Qinsight & COVID-19: https://www.youtube.com/watch?v=9O_4po5WotQ

 

Maiores informações: atendimento@aguia.usp.br

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/04/22/qinsight-ferramenta-de-pesquisa-biomedica-com-inteligencia-artificial/

Cursos online disponíveis com Certificação Karger Learn

Estão disponíveis à comunidade USP dois cursos online sobre escrita científica gratuitos com Certificação Karger Learn:

a) How to write an Effective Research Paper
b) How to Submit a Journal Article and Get it Published

Para realizar o Curso gratuitamente, utilize o Cupom: kargerlearn100

Tutorial Rápido para Acessar a Plataforma: https://youtu.be/-TrXANcIsQc

Em caso de dúvidas, entrar em contato pelo email atendimento@aguia.usp.br

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/04/22/cursos-online-disponiveis-com-certificacao-karger-learn/

Acesso a acervos sobre novo coronavírus é ampliado

Mais um grupo de provedores de conteúdo acadêmico-científico liberou o acesso a seus acervos, principalmente acerca do novo coronavírus. A iniciativa soma-se a outros esforços no mesmo sentido, que visam a qualificar a informação baseada em evidência, atender à demanda de pesquisadores, estudantes e professores em distanciamento/isolamento social e apoiar a ciência no enfrentamento à pandemia, que já infectou quase 2 milhões de pessoas no mundo, segundo estimativas da Universidade Johns Hopkins.

Para apoiar o diagnóstico, o tratamento, a prevenção e as pesquisas adicionais sobre Covid-19, a Taylor & Francis criou um microssite (https://taylorandfrancis.com/coronavirus/#) que dá acesso livre a artigos completos, capítulos de livros e outras informações relevantes. Signatária do Wellcome Trust, acordo entre diversos editores científicos para compartilhamento de dados e publicações em tempos de crise em saúde pública, assinado em 2016, a editora também vem apoiando os esforços globais adicionais sobre o Covid-19, trabalhando com a OMS para garantir que esse conteúdo seja claramente sinalizado no Portal LitCovid. Também está colaborando com a F1000Research (https://f1000research.com/gateways/disease_outbreaks/coronavirus), plataforma Open Research para cientistas, acadêmicos e clínicos, que traz as mais recentes pesquisas sobre o vírus e a pandemia, incluindo preprints, garantindo acesso imediato aos desenvolvimentos mais recentes das investigações sobre o novo coronavírus.

A provedora de conteúdo Accucoms, igualmente no escopo do Wellcome Trust, apresenta seu acervo sobre o Covid-19 no link: https://accucoms.com/covid-19-resources/. No Brasil, estão disponíveis os conteúdos de suas principais publicações, entre as quais a American Society for Microbiology (ASM), BioOne, Canadian Science Publishing, Microbiology Society, também acessíveis pelo Portal de Periódicos da Capes.

O Journal of Visual Experimentation (JoVE) abriu o acesso gratuito a seus conteúdos sobre o Covid-19. São vídeos científicos de protocolos específicos e gerais, preparação do laboratório, status atual e pesquisa, métodos atuais de diagnóstico, bem como tratamento e prevenção, disponíveis no link https://www.jove.com/coronavirusresource. Até o dia 15 de junho, o acesso a vídeos científicos educativos em diversas áreas de conhecimento está liberado para a comunidade USP por meio de IP de computador autorizado, em https://www.jove.com/access.

Já a provedora Wolters Kluwer liberou o acesso, até 30 de abril, ao “Covid-19 Resources Updates”, ferramenta que atualiza permanentemente as informações sobre o desenvolvimento e os avanços clínicos contra o novo coronavírus. Além de informações sobre epidemiologia, virologia, características clínicas, diagnóstico e prevenção ao Covid-19, o usuário também dispõe de dados sobre manejo clínico de adultos e crianças, eventos críticos no tratamento e educação em saúde. A IWA Publishing, plataforma aberta e ordenada, voltada para a geração de atritos criativos, liberou o acesso a 17 publicações, até 31 de maio (https://iwaponline.com/search-results?f_ContentType=Journal+Articles&access_openaccess=true&access_free=true). São mais de 37.000 artigos completos, que podem ser baixados gratuitamente, a partir da plataforma, que está, ainda, montando coleções de textos que podem ser relevantes para os esforços contínuos contra a pandemia.

Finalmente, a Elsevier também disponibilizou o ‘Novel Coronavirus Information Center’, com conteúdo gratuito sobre coronavírus.

Veja também:
– Ciência em rede: importantes bases de dados científicas liberam acesso a acervos virtuais
– Biblioteca digital libera acesso a mais de mil e-books

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/04/16/acesso-a-acervos-sobre-novo-coronavirus-e-ampliado/

Biblioteca digital libera acesso a mais de mil e-books

Somando-se a algumas das mais importantes fontes científico-acadêmicas do mundo, a Biblioteca Digital Cengage também está liberando o acesso gratuito a todo seu acervo de e-books. São mais de 1.100 títulos, nacionais e estrangeiros, em diversas áreas do conhecimento, inclusive bioquímica, neste momento de particular interesse para parte dos pesquisadores da FSP/USP.

O acesso on e off-line, bem como a todas as funcionalidades da plataforma de estudos a distância, será ilimitado até 30 de junho próximo. Para tanto, a Cengage disponibilizou duas chaves de acesso, cada uma das quais comportando mil usuários. Para acessar o material, o usuário da Biblioteca da FSP/USP deve solicitar o código pelo e-mail acesso@fsp.usp.br.

Orientação para primeiro acesso e uso da chave

Veja também:
– Ciência em rede: importantes bases de dados científicas liberam acesso a acervos virtuais
– Acesso a acervos sobre novo coronavírus é ampliado

Link permanente para este artigo: http://www.biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/04/09/biblioteca-digital-libera-acesso-a-mais-de-mil-e-books/